Uma dose de caramelo(drama) para dias difíceis

cobertura-caramelo-salgado

Esses dias eu ando super back to basics em tudo, em comida principalmente. Ando com vontade de coisa simples, sem dificuldade, que não leve muito tempo pra ser feito. Talvez seja reflexo da simplificação geral que tá rolando aqui em casa, efeitos da crise que não me deixa mais botar qualquer ingrediente no carrinho.

Tenho feito umas mudanças muito positivas em termos de rotina de alimentação aqui em casa, e todos estão se beneficiando disso. Primeira coisa, mais planejamento e mais “adiantar as coisas”. Voltei a planejar o menu da semana com antecedência, sempre antecipo os preparos e marido tem levado marmita todo dia. Uma economia e tanto.

Continue lendo...

Comida Daqui: meu novo projeto de conteúdo

banner_comida_daqui

Esse ano uma das minhas metas é dar cor e forma a projetos de conteúdo que eu venho amadurecendo há algum tempo. Agora que eu vivo disso, acho justo. E hoje lanço o Comida Daqui. A alimentação sempre foi um tema muito querido e presente na minha vida, mas sempre tive medo de falar sobre isso, sem ser uma autoridade no assunto. Mania de acadêmico, só me sinto confortável em falar sobre as coisas que consigo estudar a fundo.

No ano retrasado, eu tentei empreender com a Doce Nostalgia, e deu errado, por muitos motivos, de falta de planejamento a momento pessoal, e discordância do projeto com meus propósitos. No fundo, preciso admitir: os doces foram uma válvula de escape, pra vontade enorme que eu estava de trabalhar e realizar sem querer voltar pro meu trabalho antigo, em agência de publicidade. Foi um sonho confuso de uma pessoa que não estava no melhor de seu estado mental.

Continue lendo...

Toda essa coisa do dinheiro

dinheiro-doodle

Apesar da vontade que eu tava de voltar pra casa, confesso que fiquei um tanto contrariada quando tive que ir ao supermercado, ao chegarmos em Brasília. Fiquei abismada com o quanto algumas coisas encareceram, e com o quanto se leva cada vez menos por mais pra casa.

Isso me deixou um bocado triste. Gosto de comer bem, e gosto de inventar na cozinha. Faço muita comidinha simples, mas sempre gosto de inventar moda com um prato ou um tempero. Mas tenho simplificado muito, porque nosso bolso não consegue acompanhar a forma como as coisas estão subindo. Essa limitação é incômoda, mas traz também muitos aprendizados.

Continue lendo...