Tem gente que só come PF o ano inteiro, mas já deu a volta ao mundo. Tem gente que vive endividado mas só anda de carro do ano e nunca sai do shopping sem uma sacola. Tem gente que mora no cortiço mas já investiu em mais cursos do que eu vou fazer a minha vida inteira. Não julgo, cada um escolhe como vai gastar seu dinheiro, já que eu não pago o salário de ninguém.

moedas-_marcos_mendes-ae_

Em 2014 eu decidi que ia de uma vez por todas aprender a usar melhor o meu dinheiro. O primeiro passo seria eliminar de uma vez por todas as dívidas. Não é vergonha pra mim assumir isso. Já fiz muita burrada com grana e admito. E também já fui inocente de acreditar na palavra alheia, e arcar com as dívidas dos outros também.

Estou concluindo a minha tarefa financeira com êxito que nem eu esperava. Não comprei esse ano nenhuma roupa, sapato, maquiagem, relógio… nada. E duas vezes fiz desapegos nos quais tirei a metade das coisas que tinha para doar, e pasmem: ainda tem coisa pra caralho.

De quebra, fiquei sovina. Ontem fui atrás de dois vestidos e um sapato para um casamento em poucos dias. Achei tudo caro e mal-feito. Comprei um vestido em oferta, decidi vou reciclar um outro que já tenho e o sapato que comprei vai servir pros dois dias de cerimônia. Até com livros, que eu já tinha decidido que a regra não valeria, eu fui incrivelmente contida.

A única extravagância ainda é o gosto por comer bem, mas até com isso percebi que é possível se virar sem passar aperto, se for planejado. Uma vez por mês já separo a verba pra conhecer um lugar novo, ou repetir aquele estabelecimento que tem as minhas cinco estrelas. Não pesa praticamente nada, uma vez que a maior parte das minhas refeições regulares é em casa.

Enfim, aos trancos e barrancos, consegui. Num mês ou em outro, a coisa apertou e eu tive que pedir um help pra ajudar a terminar o mês. Termino o ano satisfeita e aliviada. No ano que vem, passo 2: voltar a investir numa previdência privada (sem parar dessa vez!), turbinar a poupança, fazer um seguro de vida (bebê agradece!). E você, como gastou seu dinheiro em 2014?